29.11.2018 | 15h22

Guedes: ‘Objetivo de fusão de ministérios é sincronização’

O futuro ministro da economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira, 29, que muitos dizem que ele terá superpoderes no novo Ministério da Economia, em razão da fusão dos ministérios da Fazenda, do Planejamento e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, mas que não foi esse o objetivo da medida. “Não foi em busca de poderes, mas de sincronização, de convergência’, disse.

Segundo Guedes, além de permitir mais eficiência, o novo desenho do ministério da Economia, com a reunião de secretários que têm ideias afins sobre o que deve ser feito para colocar o Brasil na trilha do desenvolvimento, evitará que o ministro de uma área ligada à economia do Pais tenha propostas antagônicas a outro, gerando atrito no governo. Isso acontecia, por exemplo, de acordo com Guedes, com os ex-ministros Mário Henrique Simonsen e Delfim Netto no regime militar./J.F


VOLTAR PARA O ESTADÃO