18.10.2018 | 11h10

Gritos e ecos

“Jair Bolsonaro será eleito presidente no dia 28, se os números das pesquisas se confirmarem. Será uma vitória no grito. O candidato do PSL não precisa participar de debates e esclarecer seu plano de governo. Tudo o que ele tem de fazer é seguir à risca o comportamento que adotou desde que se lançou ao cargo: ir à internet e gritar”, escreveu Mariliz Pereira Jorge na Folha.

Para a colunista, Bolsonaro se tornou o porta-voz do ódio e das frustrações de seus eleitores. E é por isso que encontra tanto eco nos gritos que dá.


VOLTAR PARA O ESTADÃO