24.05.2018 | 16h18

Governo teme repetição de 2013

Ministros e assessores do governo Michel Temer e parlamentares da base aliada começam a comparar, nas conversas de bastidores, a crise dos combustíveis com a das tarifas de ônibus em 2013, que começou como um movimento isolado pela redução das tarifas em várias capitais e se alastrou para um protesto generalizado contra os governos e os serviços públicos.

O temor é que as consequências da greve dos caminhoneiros, como desabastecimento em supermercados, filas em postos de gasolina, explosão do preço nas bombas, cancelamentos de voos, abates de animais por falta de ração, falta de ônibus e outras tantas sejam o catalisador de novos protestos de rua num momento em que os políticos já estão desacreditados e o presidente altamente impopular. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO