11.03.2019 | 09h54

Governo exonera menos do que o prometido

A promessa era acabar com 20 mil cargos comissionados no primeiro dia do mandato, contudo, mais de dois meses depois, o governo de Jair Bolsonaro só extinguiu 1.084 cargos. Os cortes incluem postos de assessoramento e funções comissionadas de servidores. Se forem incluídos os de escalão mais baixo, como gratificações técnicas, o corte vai para 1.192. Os dados são os mais recentes disponíveis no Painel Estatístico Pessoal (PEP), do Ministério da Economia, informou a Coluna do Estadão.

De acordo com o Ministério da Economia, os dados oficiais do PEP “ainda não refletem, completamente, a reestruturação” porque só mostram as nomeações até a primeira quinzena de janeiro.


VOLTAR PARA O ESTADÃO