17.02.2019 | 11h48

Governo estuda incluir militares da reserva no serviço público

O governo estuda mudar a legislação para permitir cque militares da reserva possam ser aproveitados dentro do serviço público. Segundo informa o Estadão, a proposta foi incluída na minuta da reforma da Previdência e poderia alcançar um contingente superior a 150 mil reservistas, expandindo ainda mais a presença de militares no governo de Jair Bolsonaro.

Segundo a reportagem, “no texto da minuta, o dispositivo prevê que uma lei estabelecerá regras específicas para que os reservistas exerçam atividades civis em qualquer órgão. Esse tempo de exercício na nova atividade não teria efeito de revisão do benefício já recebido na inatividade”. “Muitas vezes, têm menos de 50 anos de idade. Ficam disponíveis, até os 65 anos, para serem convocados em caso de guerra ou outra ameaça urgente, o que é extremamente raro, acrescenta a reportagem.

 

 

Mais conteúdo sobre:

Militaresservidores públicos
VOLTAR PARA O ESTADÃO