16.05.2019 | 14h43

Governo escolhe sua oposição

Em análise para o site da revista piauí depois dos protestos desta quarta-feira, José Roberto Toledo lembra o momento do mandato em que antecessores de Jair Bolsonaro começaram a enfrentar manifestações de massa. “Todo governo escolhe sua oposição”, escreve, acrescentando que Bolsonaro escolheu ter contra si professores, estudantes e todos os que prezam a educação pública, um contingente facilmente mobilizável.

“O movimento é espalhado e descentralizado por causa do tipo de alvo que o governo escolheu atingir. Quase toda grande cidade tem um campus universitário, quase todo município tem pelo menos uma escola. Mais capilaridade e conectividade, impossível. Estudantes universitários são os mais engajados nas mídias sociais e muitos possuem smartphones. Fica fácil para se organizar, escolher pontos de encontro, agendar manifestações”, observa ele.


VOLTAR PARA O ESTADÃO