08.02.2019 | 08h44

Governo anda sozinho

“Primeiro, enjoo e vômitos. Depois, febre. Em seguida, volta ao semi-intensivo. E, ontem, a notícia de que, apesar dos antibióticos, os exames de tórax detectaram pneumonia. Bom não é”, escreveu Eliane Cantanhêde no Estadão.

A colunista aponta que a internação do presidente revela que ele continua sendo coadjuvante no seu governo, assim como na sua campanha à Presidência. Ele tenta comandar o País a partir do hospital e do Twitter e o governo também anda sozinho. Nesse espaço, Mourão ganha destaque ao se mostrar equilibrado e até surpreendente


VOLTAR PARA O ESTADÃO