14.03.2018 | 06h30

Governistas já discutem como neutralizar transferência de votos de Lula

Os medebistas têm alertado ao presidente Michel Temer que a ausência de Lula nas eleições não significa que ele não será um importante player na campanha.

Parlamentares das regiões Norte e Nordeste avisaram a Temer que, nos seus Estados, a popularidade de Lula segue tão forte que ele poderá transferir a maioria dos seus votos a quem indicar como “herdeiro”.

Pior: os medebistas previnem que até mesmo governistas poderão abrir seus palanques para a campanha petista se a base não botar logo de pé uma candidatura sólida para fazer contraponto aos lulistas. / M.M.

 

Mais conteúdo sobre:

LulaMichel TemerEleições 2018
VOLTAR PARA O ESTADÃO