29.09.2018 | 08h31

Governabilidade difícil

Jair Bolsonaro ou Fernando Haddad, caso eleitos, deverão enfrentar dificuldades de governabilidade, mas as do petista tendem a ser maiores, de acordo com estudos que projetam a composição do Congresso e a contrapõe às plataformas de campanha de ambos.

Em sua coluna no Globo, Merval Pereira cita dois desses estudos, dos cientistas políticos Octavio Amorim Neto e Carlos Pereira, ambos da FGV-RJ. Ele detalha a visão de Amorim Neto: a probabilidade de ter maioria legislativa, o tamanho do apoio na sociedade, a política econômica, a capacidade de atrair bons quadros técnicos, as relações com as Forças Armadas e a capacidade de distensionar o ambiente político.


VOLTAR PARA O ESTADÃO