14.01.2019 | 16h54

Gleisi volta a defender governo de Maduro

Após meses martelando insistentemente na tecla do #LulaLivre, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, parece ter um novo assunto favorito: a defesa do governo de Nicolás Maduro na Venezuela diante da crise gerada pelo início do segundo mandato do líder chavista. Hoffmann publicou um texto nesta segunda-feira, 14, no site da Fundação Perseu Abramo, onde questiona a “quem interessaria” uma intervenção no governo venezuelano. Para responder ao próprio questionamento a petista saca a velha carta do “imperialismo” dos EUA, que estariam interessados no petróleo do país.

“Não podemos nos iludir: a ação coordenada contra o governo da Venezuela não passa nem de longe por uma suposta defesa da democracia e da liberdade de oposição na Venezuela. O interesse dos Estados Unidos e seus aliados de subjugar esse incômodo vizinho e avançar sobre suas reservas estratégicas é notório”, disse Gleisi. “As dificuldades por que passa o povo da Venezuela só foram agravadas pelas sanções e bloqueios econômicos impostos pelos EUA e seus aliados” completou.


VOLTAR PARA O ESTADÃO