15.07.2018 | 15h38

Gleisi é só elogios para Cuba e sua religiosidade

Em Cuba, para encontro do Foro de São Paulo, Gleisi Hoffmann participou de um culto religioso e na saída foi só elogios para o país. Agradeceu a “solidariedade” de Cuba com o Brasil, o trabalho dos cubanos nos mais médicos e ainda deu uma “pitada” sobre a liberdade religiosa na ilha dos Castro.


“Importante este culto na Igreja Batista, que mostra que Cuba tem sim, interação religiosa. Se vive em Cristo, na irmandade. Que aliás são os princípios cristãos que nos colocam em marcha de solidariedade, de luta pelos pobres, dos que mais precisam”, disse Gleisi, que segundo Roberto Requião, queria ser freira na juventude. Aproveitou também o cenário perfeito da ilha caribenha para falar da “perseguição política” a Lula.

VOLTAR PARA O ESTADÃO