14.08.2018 | 19h10

Gilmar solta o verbo contra ‘Janot embriagado’

Durante discussão no Supremo nesta terça-feira, o ministro Gilmar Mendes aproveitou para voltar a atacar um de seus desafetos: o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Como o debate era sobre liminar concedida pelo ministro Dias Toffoli para revogar a prisão preventiva do auditor fiscal Juarez José de Santana, investigado no âmbito da operação Carne Fraca, foi a deixa para Gilmar criticar Janot e toda a operação.

“Todos querem virar um Moro, ganhar um minuto de celebridade. Não precisamos de corregedores, mas de psiquiatras. Essas colaborações premiadas em que éramos conduzidos pelas mãos bêbadas de Janot. Eu já disse ao ministro Fachin: Vossa Excelência deve ter deferido pedidos feitos pelo Janot embriagado”, disse.


VOLTAR PARA O ESTADÃO