08.08.2018 | 15h50

Gilmar manda soltar três

O ministro do STF Gilmar Mendes suspendeu as prisões preventivas de Daurio Speranzini Júnior, executivo da GE e ex-executivo da Philips, do empresário Miguel Iskin, da Oscar Iskin, e de seu sócio Gustavo Estellita.

Como informa o Estadão, os três eram investigados na Operação Ressonância, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro que investiga fraude nas licitações da área de saúde.


VOLTAR PARA O ESTADÃO