06.11.2018 | 13h59

Gilmar e o semipresidencialismo

Uma semana após o segundo turno das eleições, o ministro Gilmar Mendes, do STF, voltou a defender o semipresidencialismo como sistema de governo. Durante evento, Mendes defendeu a realização de uma reforma política e fez críticas ao presidencialismo de coalizão.

Para ele, o atual sistema “responde por uma boa parte das crises políticas que tivemos ao longo desses anos”, informou o Valor.


VOLTAR PARA O ESTADÃO