09.08.2018 | 12h04

‘Gancho’ maior para Mantega e Bendine

O Tribunal de Contas da União  decidiu aumentar as sanções do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega  e do ex-presidente do Banco do Brasil e de Petrobrás Aldemir Bendine, por causa das chamadas “pedaladas” fiscais que resultaram no impeachment de Dilma.

Em decisão tomada na quarta-feira, 8, o TCU aumentou de 5 para 8 anos o prazo que Mantega terá de ficar sem ocupar cargos públicos, segundo o site G1. Bendine, preso em Curitiba desde julho de 2017, foi inabilitado por 6 anos, O TCU ainda subiu a multa que aplicada a ele de R$ 30 mil para R$ 50 mil.  / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO