29.11.2018 | 15h36

Gabrilli defende direitos humanos

Ex-secretária da Pessoa com Deficiência da capital paulista e vereadora também por São Paulo, a senadora eleita Mara Gabrilli (PSDB) considera “pensamento equivocado” acreditar que os direitos humanos só servem para proteger bandido. Em artigo publicado no Estadão em novembro do ano passado, a parlamentar cita a aprovação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, da ONU, de 2006.

“Trata-se do primeiro documento de direitos humanos do século 21 e que concebeu um conceito revolucionário: o de que a deficiência não está nas pessoas, mas sim na resposta inacessível do meio às diferentes necessidades humanas”, escreveu. Segundo a coluna Painel da Folha, Jair Bolsonaro se sensibilizou com o discurso dela feito na quarta, 28, sobre o assunto a ponto de considerar a manutenção do Ministério dos Direitos Humanos. Gabrilli votou contra a PEC da maioridade penal, em 2015.


VOLTAR PARA O ESTADÃO