31.05.2018 | 12h03

FUP manda petroleiros suspenderem greve

A decisão tomada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) de aplicar multa diária de R$ 2 milhões às entidades sindicais dos petroleiros, por considerar ilegal a paralisação do setor, foi usada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) como justificativa para recomendar a suspensão da greve. Mas, nos bastidores do movimento, foi feita a avaliação que a opinião pública poderia se voltar contra a categoria depois do quase colapso provocado no País pela paralisação dos caminhoneiros.

Assim, a FUP preferiu empurrar o recuo para cima do TST. “A decisão do TST é claramente para criminalizar e inviabilizar os movimentos sociais e sindicais. Diante disso, a FUP orienta os sindicatos a suspenderem a greve. Um recuo momentâneo e necessário para a construção da greve por tempo indeterminado”, diz a nota da FUP. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO