13.10.2018 | 07h58

Frente frustrada

O segundo turno começou mal para Fernando Haddad, que viu frustrada sua expectativa de construir em torno de si uma frente ampla contra Jair Bolsonaro. Em sua coluna no Estadão, João Domingos lista as más notícias que assolam a campanha do petista nesta reta final da campanha, como o bate-boca na sexta-feira com uma eleitora ao sair de uma missa em São Paulo. “Qualquer manual mequetrefe sobre política desaconselha o candidato a bater boca com quem quer que seja, mesmo que este esteja cumprindo tarefa de um adversário, provocando-o ao máximo. É o candidato que está atrás de votos. É ele que está exposto. Nessa condição, não pode cometer deslizes”, analisa.


VOLTAR PARA O ESTADÃO