13.11.2018 | 14h46

Franco vê ‘influência política’ no Cade

Ao criticar a autorização de compra da XP pelo Itaú pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o ex-presidente do Banco Central Gustavo Franco deixou seu recado. Sócio da Rio Bravo Investimento, Franco disse que o conselho “certamente tem o problema de influências políticas”. “É preciso estar atento a isso, não vamos ignorar”, completou após audiência pública no Cade, informa o Broadcast Político.

A equipe econômica de Paulo Guedes disputa o órgão, hoje sob o guarda-chuva do Ministério da Justiça, que será comandado por Sérgio Moro. De um lado está o viés jurídico e, de outro, o liberal. Mais de 30 processos da Lava Jato estão sob investigação no conselho.


Mais conteúdo sobre:

Cadesergio moroGustavo Franco
VOLTAR PARA O ESTADÃO