24.08.2018 | 23h01

França cutuca tucano nas entrelinhas

Márcio França adotou a política de “morde e assopra” invertida com João Doria. Primeiro sinalizou uma reconciliação. Depois aproveitou outras respostas para cutucar o tucano. Disse que para ser governador de São Paulo tem que “honrar a palavra”, em sinal a renúncia de Doria na prefeitura.

Depois falando sobre a questão do trem para o aeroporto de Guarulhos, disse que “muita gente fala sobre privatização, mas não sabe como fazer”. Um singelo lembrete as concessões planejadas por Doria na cidade de São Paulo e que são motivo de disputa com o governo França, como o estádio do Pacaembu e o parque do Ibirapuera.


VOLTAR PARA O ESTADÃO