25.04.2018 | 17h20

Força-tarefa quer ouvir de novo delatores

Um caminho apontado pela força-tarefa da Lava Jato no requerimento ao juiz Sérgio Moro para evitar o esvaziamento da ação em que Lula é réu pelo  sítio de Atibaia é ouvir novamente todas as testemunhas da Odebrecht –como forma de reconfirmar as provas e “lavá-las”, pelo que se depreende do texto.

“A decisão do STF evidentemente não impede que os mesmos colaboradores sejam ouvidos sobre fatos relevantes para investigação e instrução de outras ações penais”, dizem os procuradores. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO