22.08.2018 | 12h32

Força eleitoral do Nordeste é sempre subestimada (2)

Na eleição deste ano, os adversários de Lula terão uma chance extra para reduzir o impacto dessa hegemonia. Como o ex-presidente deverá ser considerado inelegível pelo TSE, ainda não é possível prever se seu patrimônio vai ser transferido para Fernando Haddad, que deverá herdar sua vaga.

Ex-prefeito de São Paulo, Haddad é um desconhecido no Nordeste (e em outras regiões também). Terá praticamente um mês e meio para dizer aos eleitores que representa Lula. Uma tarefa dura, especialmente porque, ao contrário da campanha de Dilma Rousseff (que também era desconhecida na região), Haddad não contará com Lula ao seu lado nos palanques, já que o ex-presidente está preso desde abril em Curitiba. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO