Flávio Bolsonaro apaga post em que manda Hamas se explodir

03.04.2019 | 08h44

Flávio Bolsonaro apaga post em que manda Hamas se explodir

Após dizer que o movimento radical islâmico Hamas deveria explodir, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro, apagou o post em sua conta oficial no Twitter na terça-feira, 2. “Quero que vocês se EXPLODAM!!!”, escreveu o senador, que também viajou a Israel, ao compartilhar uma reportagem sobre um pedido do Hamas para que o governo brasileiro se retrate. Na rede social, Flávio não justificou os motivos que o levaram a excluir o post. O assunto foi destaque no Jornal Nacional, que lembrou que o Hamas é um “grupo extremista que controla a faixa de Gaza”, território de disputa entre palestinos e israelenses.

A declaração de Flávio caiu mal no Congresso, que já não anda com uma boa relação com o Executivo. “Chega dos meninos do Bolsonaro, não dá mais”, disse o deputado Alceu Moreira (MDB-RS), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária ao sair da Câmara ontem, segundo o Poder 360. A maior preocupação da bancada ruralista é em relação ao comércio com os países árabes. No início do ano, por exemplo, a Arábia Saudita decidiu descredenciar frigoríficos brasileiros que fazem exportações para o país. A decisão foi uma retaliação ao Brasil em razão a disposição de transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém.

Foto: Reprodução de rede social

VOLTAR PARA O ESTADÃO