12.02.2019 | 09h39

Fisco não está investigando Gilmar

A Receita Federal afirmou na segunda-feira, 11, que não abriu processo de fiscalização contra o ministro Gilmar Mendes. O fisco informou que a menção, em documento interno, a “possíveis fraudes de corrupção, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio ou tráfico de influência” relacionados à movimentação financeira do ministro e de sua mulher, a advogada Guiomar Mendes, não está amparada em evidências verificadas durante análise prévia.

Na última semana, Gilmar enviou um ofício ao presidente do Supremo, Dias Toffoli, no qual pedia providências após saber que era alvo de apuração de auditores. Toffoli pediu explicações à Receita e à PGR, informou o Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO