30.11.2018 | 17h48

FHC: ‘Se PSDB virar sublegenda do governo, estou fora’

Em entrevista à Veja, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso diz que o Brasil passa por um momento de transição, marcado pelo fim do ciclo iniciado com a Constituição de 1988, em que os partidos falharam em representar os anseios da sociedade. Mas, segundo ele, mesmo com a migração das forças políticas para a direita, o novo ciclo “não tem nada a ver” com o movimento de 1964.”É outro momento. As Forças Armadas não estão pressionando pelo autoritarismo”, afirma.

Na visão de FHC, a sociedade mudou muito e os partidos que se supunham progressistas não foram capazes de simbolizar algo que o povo aceitasse. “É preciso que os partidos entendam que o resultado eleitoral é consequência de atos também deles. Mas, mais que uma oposição, é necessário o fortalecimento do que eu chamo de ‘centro radical'”, diz. Sobre um eventual alinhamento do PSDB ao governo Bolsonaro, ele avisa: “Se o PSDB virar uma sublegenda do governo, qualquer governo, estou fora.” / J.F.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO