07.10.2018 | 07h52

FHC: ‘A hora é agora’

Em seu artigo no Estadão, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso insiste na tese, já formulada por ele anteriormente em carta aberta ao País, de que está em curso uma “marcha da insensatez”. “É preciso parar a marcha da insensatez. Ainda há tempo. A hora é agora”, escreve. Ele ressalta os riscos econômicos e democráticos que, a seu ver, estão embutidos nas candidaturas de Fernando Haddad e Jair Bolsonaro e avalia que, ao manifestar preferência pelos dois polos, os eleitores agem “no desespero”, “mais por identificação simbólica que por adesão racional”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO