08.07.2018 | 22h03

Favreto doou para campanha de petista

Rogério Favreto abriu a carteira em 2006 para ajudar na eleição de Paulo Pimenta, um dos autores do pedido que causou a novela deste domingo. Segundo a Época, Favreto deu R$ 60 reais para o então candidato à deputado federal.

Para rádio Guaíba, Favreto se defendeu das acusações de ser um petista. “Eu sempre fui um servidor público. Eu tive vinculação (com o PT), mas no momento em que eu assumi, e foi por opção que participei de seleção, eu assumi o compromisso e sou um magistrado, não tenho apreço nem desapreço com partidos, pessoas, gostos sociais, políticos, eu decido de acordo com a fundamentação”, afirmou.


VOLTAR PARA O ESTADÃO