13.09.2018 | 07h16

Fator autenticidade

A voz “rouca” das ruas parece se fazer ouvir mais claramente e está prestes a colocar Jair Bolsonaro no segundo turno, analisa William Waack em sua coluna no Estadão. Resta como dúvida quem será o adversário a enfrentar o capitão. O colunista diz que Ciro Gomes parece despontar do empate quádruplo do segundo lugar como aquele que dispõe de uma qualidade semelhante à de Bolsonaro: autenticidade. “Há grande divergência entre analistas, todos apoiados em diversas pesquisas, sobre essa capacidade [de transferência de votos de Lula para Haddad]. Neste momento, dou mais chances a Ciro de disputar contra Bolsonaro”, escreve.


VOLTAR PARA O ESTADÃO