30.08.2018 | 21h31

Fantasmas de 2014 ‘assombram’ Marina no JN

Marina Silva, candidata do Rede em 2018, teve que dar explicações no Jornal Nacional sobre suas ações como candidata em 2014. E não apenas sobre o apoio no segundo turno ao tucano Aécio Neves, mas também sobre Eduardo Campos, que foi citado em delações feitas no âmbito da Operação Lava Jato.

“Hoje eu não apoiaria o Aécio”, afirmou. “Há quatro anos o Eduardo Campos estava sendo entrevistado aqui e no dia seguinte o perdemos. Hoje ele não está aqui para se defender e nem para pagar caso seja considerado culpado. Hoje eu estou muito mais bem calçada depois da Lava Jato”, disse.


VOLTAR PARA O ESTADÃO