10.09.2018 | 18h17

Familiares de Bolsonaro podem ter escolta

Após o atentado contra Jair Bolsonaro, a escolta da PF ao presidenciável pode se estender aos seus familiares. Nesta segunda-feira, 10, os filhos do deputado, Eduardo e Carlos Bolsonaro, estiveram reunidos com o diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, e avisaram que o PSL irá oficializar um questionamento sobre o risco à integridade dos membros da família do candidato.

Segundo o Broadcast Político, ficou acertado que o andamento das investigações do ataque em Juiz de Fora (MG) e uma análise de risco irão determinar se haverá necessidade de escolta. “A gente confia muito na Polícia Federal e essa analise de risco será feita por eles”, disse Flávio Bolsonaro.


VOLTAR PARA O ESTADÃO