18.02.2019 | 09h41

Falha do STF ‘inocenta’ ex-deputado

Um erro do STF “inocentou” o ex-deputado Marcos Reategui (PSD-AP) acusado por corrupção e lavagem de dinheiro. Uma ação penal que o tribunal decidiu enviar à primeira instância, com base na nova regra que limita o foro privilegiado foi parar no arquivo. O processo só voltou a tramitar após o Estadão descobrir o desvio e questionar a Corte, que alegou ter ocorrido um erro e reabriu o caso.

Reategui se livraria sem julgamento da acusação de, enquanto procurador estadual no Amapá, em 2006, ter atuado para viabilizar um acordo entre o Estado e uma empresa de amigos, credora de R$ 3,9 milhões do Amapá, e ficar com parte dos valores. O agora ex-deputado nega as acusações.


VOLTAR PARA O ESTADÃO