24.03.2018 | 18h18

Fake news sobre Marielle vira caso de polícia

A Delegacia de Repressão a Crimes de Informática do Rio de Janeiro abriu uma investigação para identificar e responsabilizar criminalmente quem produziu e disseminou notícias falsas sobre Marielle Franco, informa O Globo.

Advogadas que participam de uma força-tarefa contra a propagação das informações falsas levaram ao titular da delegacia cerca de 17 mil postagens feitas em redes sociais com conteúdo ofensivo.

 


Mais conteúdo sobre:

Marielle Franco
VOLTAR PARA O ESTADÃO