09.08.2018 | 17h54

Fake de Lulinha volta a circular

A informação de que uma “delação bomba” revelou que Lulinha — Fábio Luís Lula da Silva, filho de Lula, condenado e preso pela Operação Lava Jato — embolsou R$ 317 milhões voltou a circular nas redes sociais depois da confirmação da candidatura do ex-presidente à Presidência.

O Projeto Comprova verificou que a delação a que o título do post se refere não existe e que a informação é falsa. A informação que agora viralizou foi publicada na tarde de 4 de agosto no site News Atual e outros sites replicaram a notícia. Versões desse mesmo texto circulam desde 2016.


Mais conteúdo sobre:

fake newsLulinha
VOLTAR PARA O ESTADÃO