13.03.2019 | 20h04

Fachin vota pela cisão de investigações

Em seu voto na sessão desta tarde de quarta, 13, no STF, o ministro Edson Fachin acolheu o pedido da Procuradoria-Geral da República para que haja cisão das investigações de crimes eleitorais e conexos – ou seja, que os delitos comuns sejam enviados para a Justiça Federal e que a Justiça eleitoral julgue apenas os eleitorais.

Os ministros Marco Aurélio Mello e Alexandre de Moraes votaram pelo reconhecimento da competência da Justiça eleitoral para analisar esses crimes. A sessão será retomada na quinta-feira, 14. Outros quatro integrantes da Corte já se posicionaram, em ocasiões passadas, pela competência da Justiça eleitoral em diversos julgamentos no STF: Celso de Mello, Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski.


Mais conteúdo sobre:

Edson FachinSTFJustiça eleitoral
VOLTAR PARA O ESTADÃO