26.10.2018 | 22h24

Fachin: ‘Excessos reprováveis’ em ações nas universidades

Edson Fachin foi mais um dos ministros do Supremo a condenar o que chamou de “excessos reprováveis”  em decisões da Justiça Eleitoral que coibiram atos de suposta propaganda eleitoral irregular em universidades públicas. Em exclusiva ao Broadcast Político, Fachin disse que a resposta imediata deve ser a reafirmação da “respectiva autonomia didática e científica das universidades, a liberdade de docentes, discentes e de técnicos administrativos”.

“O debate de ideias, a discussão sobre visões de mundo, repelir determinadas concepções ou certas práticas que já foram abominadas no plano do respeito aos direitos humanos, como o fascismo, este tipo de manifestação está dentro de um intocável ambiente de liberdade de expressão, de pensamento, não só dentro das universidades públicas, como dentro da sociedade de um modo em geral”, afirmou o ministro à reportagem.


VOLTAR PARA O ESTADÃO