21.03.2018 | 11h33

Facebook se diz ‘ultrajado’ e vira alvo de chacota

O Facebook rompeu o silêncio com uma mensagem de vitimização sobre o maior escândalo da empresa – que possibilitou o acesso não autorizado dos dados de 50 milhões de usuários da rede a uma empresa de marketing político em campanha por Donald Trump. “A empresa inteira está ultrajada. Estamos trabalhando fortemente para proteger nossas práticas e as informações das pessoas”, disse o Facebook após quatro dias de silêncio, segundo informa o caderno Link, do Estadão.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO