08.03.2019 | 15h15

Expurgo de olavistas no MEC

Aos poucos a explicação para a exortação feita por Olavo de Carvalho a que seus alunos do curso online deixassem os postos no governo começa a aflorar. O movimento, na verdade, foi o inverso: começou com a demissão de olavistas de postos-chaves do Ministério da Educação.

Um dos mais ativos discípulos do dublê de astrólogo e polemista, Silvio Grimaldo, soltou os cachorros no Facebook: “O expurgo de alunos do Olavo de Carvalho do MEC é a maior traição dentro do governo Bolsonaro que se viu até agora. Nem as trairagens do Mourão ou do Bibiano (sic) chegaram a esse nível”. / V.M.

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO