27.05.2018 | 14h16

Expectativa tucana rara na história

Caso o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) consiga chegar no segundo turno, subirá de 1 para 2 os casos de pré-candidatos que conseguiram tal feito com as mesmas intenções de votos dele hoje, entre 6% e 8%, do período da redemocratização, conta o Globo.

Em 1989, a quatro meses da eleição, Lula também tinha 7% da preferência do eleitorado e acabou enfrentando Fernando Collor. A análise refuta o argumento tucano de que o acerto “é mínimo” das pesquisas. Não, quem está na frente nesse período, acaba levando, salvo duas exceções (1994 e 2010).

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO