10.11.2018 | 13h57

Eunício entregou Magno Malta

Cotado para assumir um posto na equipe de Jair Bolsonaro, o senador Magno Malta (PR-ES) não participou da votação do aumento do salário dos ministros do Supremo. Ou seja, não ajudou a derrubar a proposta que vai contra os interesses do futuro governo. Apenas 16 senadores votaram contra. Outros 41 votaram a favor. O restante, entre eles Malta, não apareceu para votar.

A ausência talvez passasse despercebida de Bolsonaro, mas o presidente do Senado, Eunício Oliveira fez questão de lembrar o fato em entrevista ao repórter Severino Motta, do Buzzfeed. “Não aceito o Magno Malta de manhã fazer discurso esculhambando a recomposição salarial dos magistrados, que troca o auxílio-moradia por salário, mas de tarde não vai votar. E mais oito que se dizem bolsonaristas não votaram, e eu sou culpado por isso?”, disse Eunício. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

magno maltaEunício Oliveira
VOLTAR PARA O ESTADÃO