30.05.2018 | 09h40

Estratégia militar

“Os políticos alinhados à farda querem assumir o poder pela porta da frente. Para isso, precisam manter o ambiente de crise até a eleição, mas no limite da ruptura”, opina Bruno Boghossian na Folha.

O colunista avalia como Jair Bolsonaro e candidatos ligados às Forças Armadas estão abordando o clamor da greve dos caminhoneiros por um governo militar. Para Boghossian, fica claro que o grupo tenta se distanciar do discurso intervencionista, mas tem expectativa de sucesso.


VOLTAR PARA O ESTADÃO