12.02.2019 | 09h21

Estratégia do governo é reforma com resposta a críticas

Para evitar que a reforma da Previdência tenha o mesmo destino da enviada pelo ex-presidente Michel Temer ao Congresso, a estratégia do governo Jair Bolsonaro é enviar uma proposta que já contenha respostas para as quatro principais críticas que, na avaliação da equipe, inviabilizaram politicamente a proposta apresentada por Temer. De acordo com o blog da Andréia Sadi, técnicos do Ministério da Economia devem apresentar nesta terça-feira, 12 ao ministro Paulo Guedes a proposta final de texto da reforma.

A ideia é não só ser reativo às resistências, mas trabalhar ativamente na comunicação do projeto, construindo um discurso de que a reforma de Bolsonaro ataca a desigualdade do sistema, atinge todo mundo, incluindo as Forças Armadas, busca soluções para as dívidas previdenciárias e combate às fraudes no sistema, o que já foi feito com a Medida Provisória 871, segundo o Valor.


VOLTAR PARA O ESTADÃO