10.08.2018 | 08h36

‘Esta não é uma eleição normal’

Candidato preso e com dois vices, debates que viram memes em poucos minutos e Nordeste quase ‘esquecido’ nas chapas são alguns dos fatores que tornam a eleição de 2018 mais peculiar do que as anteriores. Míriam Leitão cita em sua coluna no Globo uma entrevista com os cientistas políticos Cesar Zucco, da FGV, e Lúcio Rennó, da UnB, para avaliar avaliar o impacto dessas ‘anormalidades’.


VOLTAR PARA O ESTADÃO