10.02.2019 | 09h31

Está faltando política

O governo Jair Bolsonaro, em seus dois primeiros meses, sofre de um déficit absoluto de política. Acontece que a prática – estigmatizada ao longo dos últimos anos, num processo que atingiu seu ápice na última campanha eleitoral – será a grande definidora do sucesso ou do fracasso da gestão do ex-capitão, algo que ele, seus auxiliares e entusiastas parecem ainda não se dar conta.

Escrevo sobre esse vácuo de política na minha coluna deste domingo no Estadão. Ele é perceptível não apenas na ausência de uma relação entre Executivo e Legislativo, mas também na falta de diálogo entre o presidente e o vice, Hamilton Mourão, e na ausência de interlocução com setores do Judiciário e da sociedade. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO