20.09.2018 | 14h53

Escolta com chefe novo

Treze dias depois do atentado sofrido por Jair Bolsonaro (PSL), a Polícia Federal (PF) trocou na terça-feira, 18, a chefia da escolta da campanha do candidato à Presidência da República. Segundo a Folha, a troca foi motivada pelo atentado sofrido pelo candidato. Bolsonaro foi esfaqueado na barriga e se recupera em um hospital de São Paulo.


VOLTAR PARA O ESTADÃO