09.03.2019 | 11h49

Escola particular contesta Eduardo Bolsonaro

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) afirmou na sexta, 8, pelo Twitter que um grupo de pais de uma escola particular havia se reunido para vetar o livro dedicado ao público infanto-juvenil “Abaixo a Ditadura”. Segundo ele, o estabelecimento particular se recusou a “tirar o livro da cesta de leitura das crianças de 8/9 anos”. No mesmo dia, a escola contestou:


“Em resposta ao comentário feito através da conta no Twitter do deputado federal Eduardo Bolsonaro, o colégio Leonardo da Vinci, uma das instituições mais tradicionais e respeitadas do Rio Grande do Sul, vem a público comunicar que o livro “Abaixo a Ditadura” nunca fez parte de suas listas pedagógicas ou bibliotecas internas e que também nunca foi procurado por nenhuma família acerca deste assunto”, diz texto publicado no Facebook. Neste sábado, Eduardo disse que a história “não é falsa”.

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO