03.10.2018 | 15h14

‘Entre o mal maior e um menor’

“O segundo turno, em minha opinião, afigura-se como uma disputa não entre a civilização e a barbárie, mas entre o mal maior e um menor”, escreveu Hélio Schwartsman na Folha. Contudo, o colunista avalia que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) representa a barbárie, mas que o petista Fernando Haddad não é sinônimo de civilização como o PT vai querer pregar num eventual segundo turno entre os dois.


VOLTAR PARA O ESTADÃO