29.05.2018 | 17h59

Empresas de pesquisa em ‘pé de guerra’

As empresas de pesquisas eleitorais estão em pé de guerra. De um lado, está o Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais Políticas e Econômicas), responsável pela realização de sondagens por telefone para a XP Investimentos, que tem como sócio o Itaú. De outro, a Associação Brasileira de Empresas de Pesquisas (Abep), a organização que reúne as companhias do setor.

Em carta enviada ao presidente do TSE, Luiz Fux, e revelada nesta terça-feira, 25, pela coluna de Lauro Jardim, no Globo, a Abep pede a proibição do que chama de “enquetes” em ano eleitoral. “A única pesquisa que atende os requisitos legais é a pessoal, face a face”, diz a Abet. Em resposta à entidade, o Ipespe defendeu o seu método de pesquisa em texto divulgado pelo site O Antagonista. / J.F.


Mais conteúdo sobre:

pesquisaIpespeAbepXPItaú
VOLTAR PARA O ESTADÃO