23.02.2019 | 13h02

Empresa pode ser elo entre ministro e ‘laranjas’

Uma empresa de um assessor do ministro do Turismo pode ser o elo entre Marcelo Álvaro Antônio e um esquema de candidaturas “laranja” em  Minas Gerais. O Ministério Público investiga a empresa de Mateus Von Rondon, hoje assessor especial da pasta, que foi contratada durante as eleições do ano passado. Segundo a Folha, a companhia aparece na prestação de contas de quatro candidatas a deputada estadual e federal acusadas de serem “laranjas” do PSL no Estado. Além da proximidade entre Rondon e Álvaro Antônio, o fechamento da empresa no fim da eleição também levantou suspeitas do MP.


VOLTAR PARA O ESTADÃO