07.03.2019 | 19h14

Em ‘Live’, presidente tenta consertar fala polêmica sobre democracia

Jair Bolsonaro adotou pela primeira vez desde a sua posse o instrumento de uma transmissão ao vivo pelo Facebook para tratar de temas polêmicos e de interesse do seu governo. O presidente defendeu publicamente a aprovação da reforma da Previdência, como pediram seus aliados no Congresso, mas o prato principal de sua live foi esclarecer a fala polêmica que fizera pela manhã, durante uma solenidade dos Fuzileiros Navais. Bolsonaro afirmara que “só existem democracia e liberdade se as Forças Armadas assim o quiserem”.

A declaração foi torpedeada durante todo o dia nas redes sociais pelos opositores do presidente, mas também criou mal estar entre aliados do governo e até mesmo em setores das Forças Armadas. Esses aliados achavam que a nova polêmica causava muito ruído e desgastava a imagem do governo. Pior: ameaçava turvar o ambiente de negociações dentro do Congresso em torno da reforma da Previdência. Por isso, Bolsonaro fez questão de dizer que sua frase não tinha nada de polêmica e que o papel das Forças era de zelar pela democracia. Dessa vez, o presidente preferiu agir como bombeiro em vez de ver o circo do governo pegar fogo. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Bolsonaro
VOLTAR PARA O ESTADÃO