09.10.2018 | 11h44

Eixo rompido

“O Brasil vive um momento político sem precedentes e de muito risco. O eixo que organizou a vida político-partidária no últimos 24 anos, desde a eleição de FHC, em 1994, rompeu-se”, escreveu Sérgio Abranches no Globo.

Para o analista, PT e PSDB deixaram um vazio em relação às demandas da sociedade e este espaço foi ocupado por Jair Bolsonaro (PSL). Estamos hoje em meio a uma polarização perigosa, que pode gerar desordem e violência. Segundo Abranches, só os dois candidatos a presidente têm poder para conter seus seguidores.


VOLTAR PARA O ESTADÃO